MENU
Back To Top
Opções sem glúten e lactose!

Pense numa pessoa viciada em queijo…. Eu! Desde que descobri que era intolerante à lactose, eu fiquei desesperada. Com o tempo, fui descobrindo que existiam muitas opções de produtos gostosos e sem lactose no mercado. Como a maioria dos produtos sem lactose, também são sem glúten ou até veganos e de baixa caloria, as dicas também servem para pessoas que estão em dieta, são veganas ou buscam uma vida mais saudável. Os produtos que passei a não abrir mão e que salvaram minha vida pós-intolerante estão listados aí embaixo e ficam de dica porque realmente são gostosos! Espero que gostem.

  • VERDE CAMPO – LACFREE (sem glúten e sem lactose)

1. Coalhada
2. Requeijão Cremoso
3. Iogurte natural sem adição de açúcar
4. Iogurte de morango
5. Iogurte de frutas
6. Queijo cottage
7. Queijo minas

1. Em média R$ 2,36 – 1. 57 kcal por porção (1 unidade – 140g)
Redução de 66% de calorias, zero gordura, sem adição de açúcares
2. Em média R$ 8,99 – 2. 75 kcal, 30 g (1 colher de sopa)
3,4,5. Em média R$ 7,90 – Sem adição de açúcares e zero gorduras, 56 a 71  kcal para 200 g (1 copo)
6,7. Em média R$ 9,99 – Redução de 31% de calorias e 45% de gorduras do queijo com lactose

* sem glúten

  • PIRACANJUBA (zero lactose)

1. Creme de leite
2. Leite condensado
3. Leite líquido
4. Doce de Leite

1. Em média R$ 1,69 – 29 kcal, 15 g (1 colher e 1/2 de sopa)
2. Em média R$ 2,59 – 64 kcal,  20g (1 colher e 1/2 de sopa)
3. Em média R$ 4,99 – 82 kcal, porção de 200 ml (1 copo)
4. Em média R$ 4,12 – 68 kcal, 20g (1 colher de sopa)

* não contém glúten

  • ITAMBÉ – NOLAC

GREGO (natural, morango e maracujá)

112 kcal, 90 g (1 unidade)

* não contém glúten

  • ITALAC

– Leite líquido

Em média R$ 4,39 – 80 Kcal, 200ml (1 copo)

  • NESTLÉ – NINHO

Leite em pó

Em média R$ 15,99 – 112 kcal, 26 g (2 colheres de sopa)

* não contém glúten

  • Life Co – REQUEI SOY (produto vegano)

Requeijão disponível nos sabores Original, Cheddar, Provolone e Gorgonzola.

Em média R$ 3,99 – 35 calorias por colher

* 0% gordura trans e colesterol

Não sabe onde encontrar? Da uma olhada aqui:

– CONTATOS:
Verde CampoPiracanjuba | ItambéItalac | Nestlé | Life co

Então é isso! Beijos e até o próximo #DramasDoIntolerante

Publicado por Érica Kolbe Tags: , , , , , , , , ,
Uma vida sem leite!

Como alguns já sabem, um dos temas a ser tratado no blog é a intolerância à lactose. A maioria dos produtos sem lactose, também são sem glúten ou até veganos, com isso, resolvemos fazer uma serie chamada #DramasDoIntolerante recheada de dicas e orientações para intolerantes à lactose ou glúten, mas que também servem para pessoas que estão em dieta, são veganos ou buscam uma vida mais saudável. Espero que gostem.

 

UMA VIDA SEM LEITE

Eu achava que tomava pouco leite, até que resolvi parar.
Hoje em dia, com todo esse mercado natural enoorme que vemos por aí, fica mais fácil escolhermos direitinho como vamos nos alimentar. Mas, pra quem tem restrições alimentares, a coisa ainda não fica muito bem. Quando olho pra quem que não pode ingerir lactose, me dá um desespero de leve, porque a falta de informação acaba privando muita gente de ter uma vida saudável, mesmo com dietas específicas.
Geralmente, quem não consome leite ou tem intolerância ou é vegano (vou falar sobre os tipos de vegetarianismo num próximo post). Hoje vamos desconstruir um pouco esses mitos e (meias) verdades sobre a lactose e dar umas dicas pra quem deseja conhecer mais o que anda comendo:
  • Intolerância ou Alergia?
Saber o problema é o primeiro passo pra solução. Lembrem que o ideal é ir no médico, para que ele possa definir exatamente o problema, ok?
Intolerância à lactose acontece quando o corpo não produz quantidade suficiente da enzima Lactase, que é responsável por digerir o leite. Isso faz com que a lactose se acumule no intestino, atraindo água, o que causa a fermentação das bactérias. Diarréias, gases, cólicas e distensão abdominais normalmente são os sintomas mais comuns.
PS! A intolerância pode ser genética ou pode surgir de doenças gastrintestinais (que sensibilizam o organismo), quimioterapia e radioterapia.
A alergia ao leite de vaca ou alergia à proteína do leite ocorre quando nosso corpo identifica as proteínas do leite como agentes agressores (lembram das aulas de biologia?). Então o corpo acaba reagindo e isso provoca sintomas muito parecidos com os da intolerância. Ocorre de modo mais agressivo em crianças pequenas, na transição do leite materno para o leite de vaca.
 
  • Já sei o que tenho, o que fazer?
 Infelizmente, dependendo do nível da sua intolerância ou alergia, você terá que parar de consumir leite. Muita gente tem intolerância leve e continua consumindo (mesmo com as dores) e também tem aqueles que não podem passar perto de leite sem passar muito mal. Não é fácil largar um hábito desses, exige dedicação e atenção com seu próprio corpo, mas o bem estar final é o que mais importa!
Quem tem intolerância mais forte pode comprar (por um preço salgadinho) a enzima Lactase . Vem geralmente em comprimidos e é necessário tomar um certo tempo antes da ingestão do alimento (também tem limite de tempo para comer, ok? O efeito não dura pra sempre). É um alívio para quem ainda não quer largar o consumo de lactose, mesmo não resolvendo o problema.
Super importante lembrar que, quando a intolerância ou alergia é muito forte, até traços de leite no alimento fazem mal. Antes de comprarem o alimento, deem uma lidinha no rótulo. Está tudo lá!
  • Eu escolhi ou tive que parar de tomar leite. E agora? 
Geralmente veganos ou pessoas que estão neste rumo escolhem parar de ingerir leite. A dieta não precisa ser restritiva, isso vai de cada um, no tempo específico de cada indivíduo. Mas, é preciso lembrar que, assim como qualquer dieta, você deve começar devagar. Por quê? Porque isso aumenta suas chances de “resistir” mais tempo e de reeducar sua alimentação!
Fiz aqui uma listinha dos 10 motivos principais para não ingerir mais leite de vaca <3
1. Somos o ÚNICO animal na terra que continua a beber leite depois do desmame. Ainda mais leite de OUTRO animal.
2. Hormônios. Já ouviu falar de puberdade precoce? A vaca recebe muitos hormônios para acelerar sua produção de leite e crescimento, para que possa se manter constantemente grávida e não são hormônios iguais aos nossos. Isso tudo nós bebemos no meio do leite, mudando nosso equilíbrio hormonal.
3. Lacticínios, quando metabolizados, produzem ácido. O esforço de nosso corpo pra manter o PH normal faz com que o cálcio armazenado nos ossos seja liberado, para neutralizar.Ou seja, nossos ossos ficam fracos. Sim, isso mesmo.
4. A maior parte do leite é homogeneizada, o que desnatura as proteínas, tornando-o difícil de digerir (nosso corpo não reconhece a proteína desnaturada, o que provoca a alergia)
5. As vacas são mal alimentadas e criadas especialmente para isso. Seus bezerros são retirados  muito cedo para que o seu leite chegue a nós.
Massss… e se eu tomar leite “natura”?
Bactérias, muitas bactérias. Desde bactérias do próprio corpo da vaca até as bactérias que aparecem na retirada do leite (mãos sujas, tetas sujas etc).
  • Não consegue viver sem leite? Não precisa ser o de vaca!
 Uma das minhas descobertas nessa recente empreitada em busca do vegetarianismo foi o leite de soja e o de cabra. O leite de cabra possui bem menos lactose do que o de vaca e é cheio de proteínas, então é uma mega bebida pra quem quer emagrecer, além de ser bem mais fácil de digerir. Dica: um copo após a refeição faz você se sentir muito melhor.
O leite de soja ajuda a diminuir o risco de doenças de doenças do coração, combater a osteoporose e ainda ajuda a controlar a diabetes e o colesterol alto. Tudo de bom.
Vocês vão descobrir que muito mais coisa do que vocês imaginam levam leite e que algumas coisas, surpreendentemente, não.  A Nutri Master (Na Av. D.João Sexto e em Brotas) possui biscoitos sem lactose, sem açúcar e sem glúten. E sim, são gostosos.  Ou seja, não desistam nunca.
Compartilhe com a gente a sua história!
Um beijo e até o próximo #DramasDoIntolerante
Publicado por Caroline Maldonado Tags: , , , , , , , , , ,