MENU
Back To Top
Exibindo posts na categoria

Viagem

South Africa – CAPE TOWN (in English)

1653418_10201579143064015_909279119_n
Instead of what most people think, South Africa is not about poverty, misery and hunger. It is actually a developed and well preserved country that has a considerably good public transportation system as well as safe streets. My experience there was great, I was warmly welcomed by everyone and the school also helped me with the social integration issue. I went there when I was 17 and lived with a Host Family that took care of me with all their heart. In the mornings, I used to go to Good Hope Studies to study english. The school is awesome and I chose to stay on the suburb, in Newlands, because it is a quiet and beautiful place, with the view to Table Mountain.

 


“The English language school in Newlands, Cape Town, is located in a building in an upmarket residential area. Here you can study in a quiet and relaxed atmosphere. At the same time, you are close to all types of accommodation and only a short walk away from a commercial and office centre.”


1521628_606834896020330_1617300015_n
I spent three months in Cape Town, which was enough to get to know the city like the back of my hand. Cape Town is a very ecletical city. It offers wine tours, safaris, mountains, beaches, gardens, parties, historical places, volunteer work, radical sports, english preparation courses, besides a totally diferent culture. Many people compare it to Rio de Janeiro and yes, there are similarities, but Cape Town really won me in all aspects. The city is located in the south, in the province of Western Cape, and has an population of approximately  3.5 million inhabitants. Got interested? Then come check out  the main sights:

 

 

31472_10201493710288249_1587280374_n

Table Mountain and Lion’s Head

One of the most popular places is Table Mountain – a incredible big mountain. Around a thousand meters high, you can get to the top by cable car or hiking – it takes about 4 hours – the cable car tickets cost about 20 rands. The table is so big, that I must have taken about 1.000 pictures there, every place had a different and wonderful view. Remember that: even in the summer, the top of the mountain is very cold and windy, so go prepared. In front of Table Mountain we can see the Lion’s Head, another mountain which is very worthwhile to be seen. I spent 2 hours hiking the Lion’s because there is not the cable car option there, but it worth every single aching muscle, the view is spectacular. You must go there while the sun is setting or under the view of the full moon.

* The table mountain has shops and snack bar, as the Lion’s is much more natural, so take your food and water.

 

 

IMG_9314Waterfront

Alfred & Victoria Waterfront, or just Waterfront. A pier surrounded by a mall with a hotel, aquarium, restaurants, food market, shows, playground, ferris wheel, etc. At the beggining, was built by Alfred, Victoria Queen’s soon, to protect the watercrafts from the strong wind in 1860. However, was abandoned in 1960, and remodeled in 1988. Today, is one of the most popular turistic point in Cape Town. There, is possible to make some boat tours, diving, watch movies, go on the top of the ferris wheel, see the aquatic animals on the Two Oceans Aquarium (oceanarium which contains a variety of fishes, sharkes, dolphings, penguins, turtles, seals, rays and the option to diving with the sharkes).

 

Robben Island

Considereer world historical heritage, Robben Island is a island that in the Apartheid was a isolation and imprisonment place for more than 400 years for several black people, including Nelson Mandela – ex-president and idol of the sul africans. Mandela (or as it is affectionately called, Madiba) passed 18 years of your life on your fight against racism. The visit is make by boach and the tickets are avaiable on the Waterfront, where the boats get off. There, we were guided by a man who was arrested to the island too and also has a bus waiting for us.

 

 

 

1507656_613476095366582_1856642192_nMuizenberg Beach

The Muizenberg Beach is fruthest from the center. On the suburb of the city, one of Cape Town postcards are the colorful houses on the front of Muizenberg Beach. There you can see an artificial pool in the sea, where children can play, besides a view of the two mountains and a subway beachfront. It also has a nice boardwalk with several fast-food options, restaurants and shops. Some surfers go there too.

 

 

1514273_10203193598907130_1515232373_n

 

Cape Point, Cape of Good Hope and Boulder’s Beach

The Cape Point is at the top of the Cape of Good Hope. You can walk up to see the Cape of Good Hope from the top, a beautiful view of the lighthouse. The meeting point of two oceans, the Indian and Atlantic Oceans was discovered in 1488 by Bartolomeu Dias, which named it Cape of Storms. When the king of Portugal, John II, heard the news, named it Cape of Good Hope (the most used nowadays) because crossing the Cape would give access to the main entrance to “so desired Indias”, where the Cape Point is located. It is a very famous point and cannot be forgotten. Next to it, it’s Boulder’s Beach (or Penguins Beach), a beach where a hundread of penguins lives due to the cold temperature of the water. There is a paid tour, where you can see the penguins up close, but is not allowed to enter the beach. The other option is to pay to enter on one part of the beach for swimming and go after a lost penguin. But beware, they peck and can be aggressive.

 

1468705_10201225399940658_1627617214_n

 

I had a unhappy (or happy) opportunity to witness a historic moment in South Africa – the death of Nelson Mandela. Yes, I was there when he died, and do not get me wrong, I am not happy that he died, but honored to have witnessed this moment. South African idolize “Madiba“, he was like a father to all, their hero. I attended the Cape Town Stadium for the official tribute to this great man who changed the world. Was emotional and unique, only those who lived with this reality understands its meaning. Thank you for having touched my heart, Madiba, Africa, South Africans and friends of various nationalities who made this journey so special. ♥

 

1465241_10201252357334576_268989501_nOTHER TIPS:

+ Stellenbosch, Franschhoek, Steenberg, Constantia;

+ Beaches: Clifton and Camps Bay;

+ Bo-Kaap and Long Street;

+ Kirstenbosch;

+ Old Biscuit Mill;

+ Volunteer work;

+ Bung jump and skydiving.

1508127_10201493370839763_181233384_n

I Miss you, Africa…

If anybody else has any suggestions of things to do/see/eat in Cape Town, do leave them in the comments so this post can be as useful as possible to fellow travellers! 🙂

Thanks! xx

Publicado por Érica Kolbe Tags: , , , , , , ,
Dicas para economizar em viagens!

A crise no Brasil tem atrapalhado os planos de muitas pessoas a viajar nas férias de fim de ano. Este post dará dicas gerais de como diminuir os custos em sua viagem, vivenciando inesquecíveis experiências da forma mais acessível.

passaport

 

Passagens aéreas:

Compre suas passagens com antecedência, em voos nacionais é indicado entre 40 a 90 dias de antecedência e em voos internacionais de 60 a 120, em baixa e alta temporada respectivamente. Para você entender melhor, as Companhias Aéreas dividem o avião em fatias e cada fatia terá grupos de poltronas com preços de assentos diferenciados na mesma aeronave. Como assim? Um mesmo voo pode ter assentos custando R$ 90,00, R$ 180,00 até R$ 1.000,00 e com o mesmo serviço de bordo. Portanto quanto mais cedo você adquirir sua passagem maior a chance de preços menores. Outras formas de reduzir custo da passagem:

  • Voos nacionais – saídas sábado à noite ou domingo pela manhã costumam ser mais baratos;
  • Voos na madrugada costumam ter tarifa menores;
  • Use sites de busca de passagens. Em voos nacionais – faça a busca separadamente por trecho (ida ou volta), você saberá qual é a empresa com menor preço por trecho e poderá comprar separadamente;
  • Voos internacionais – alterando a cidade de saída do voo, as tarifas podem baixar de preço;
  • “Stopover” grátis – voos internacionais, algumas Companhias Aéreas oferecem permanência no país de conexão sem custo, você poderá conhecer mais países com uma única passagem;
  • Programa de milhagens – troque pontos por passagens pagando apenas a taxa de embarque.

 

Hospedagem:

Este item pode pesar bastante no orçamento, portanto defina antes quanto quer gastar com hospedagem. Pesquise e compare as opções antes de decidir, este ponto é onde mais demoro pesquisando. Existem muitos sites de busca especializados em reservas de hotéis, a antecedência na sua reserva lhe garantirá preços mais atrativos e após sua pesquisa confira as tarifas diretamente com o hotel escolhido, elas podem ser melhores que a do site de pesquisa. A escolha da hospedagem adequada pode garantir mais economias:

  • Proximidade às estações de metrô, é garantia de transporte mais barato;
  • Hostels, – há opções baratas de quartos individuais com banheiro. Podendo usar sua cozinha nas refeições;
  • Baixa temporada – negocie descontos extras, os hotéis costumam baixar valores para garantir receita;
  • Evite viajar em datas como: Réveillon, Carnaval e Férias Escolares, período de alta nos preços em geral;
  • Viajando em grupo – Alugue um apartamento ou casa, os preços são melhores;
  • Programa de milhagens – eles também podem ser trocados por hospedagem;

 

Alimentação:

Este item pode extrapolar o orçamento inicial de sua viagem, vai depender dos hábitos de cada um, mas cá pra nós: mudar um pouco os hábitos por uma ou duas semanas pode viabilizar seus planos de viajar.

  • Reserve espaço na mala e já leve seu lanche ou compre em supermercados locais;
  • Compre garrafas de água grandes nos mercados, deixe no hotel e abasteça a garrafa que leva na mochila antes de sair ou em locais com bebedouros;
  • Se seu hotel não dá direito a café da manhã – compre pão, queijo, suco, coloque no frigobar e faça seu café no quarto;
  • Seu hotel oferece café na diária – tome um café da manhã de “Rei”, faça uma boa refeição na rua e leve fruta ou sanduiche pro lanche;
  • Evite comer em locais turísticos e nas ruas principais, as ruas transversais têm restaurantes com preços melhores;
  • Evite ficar com fome para não se precipitar na escolha do restaurante, faça sempre pequenos lanches e planeje os horários e locais para as refeições;
  • Muitos restaurantes ofertam pratos executivos com bons preços;
  • Muitos países oferecem água de graça nos restaurantes ao sentar na mesa, então evite pedir suco ou refrigerante;
  • Muitos países possuem barraquinhas com alimentação boa e barata.

 

Economizando durante a viagem:

  • Pesquise os dias gratuitos ou mais baratas de entrada em museus e atrações;
  • Procure o Centro de Informação Turística, você pode conseguir cupons de desconto em atrações e restaurantes;
  • Atrações quando compradas casadas rendem bons descontos;
  • Companhias Aéreas tem convênios oferecendo descontos em hotéis e locadoras de carros;
  • Muitos países cobram o uso de sanitários, sempre que estiver em shoppings, restaurante, museus ou estações de trem, aproveite que é de graça;
  • Ande mais, você mantém a forma na viagem e economiza com transporte;
  • Aluguel de carro – cartões de crédito dão direito a seguros nas locações;
  • Roaming do celular, coloque-o em “Modo Avião” e use o wi fi no hotel e em restaurantes;
  • Monte seu roteiro incluindo todos os pontos de interesse que são próximos, você reduz o tempo de viagem, economiza transporte e diárias de hotel;
  • Viajando em Grupo – peça desconto em função do número de pessoas;
  • Evite usar Cartão de Crédito, além da instabilidade da moeda ainda há o acréscimo do IOF de 6,38%;

 

Espero que tenham gostado das dicas. Qualquer dúvida, sintam-se à vontade para perguntar! E boa viagem! ♥

Publicado por Ana Verena Kolbe Tags: , , , , , , , ,
PorOndeAndei: El Calafate

 

ryuru

 

Imagine navegar entre icebergs, se aproximar de gigantescas Geleiras, presenciar desprendimentos de blocos gelo, escutar o estrondo destes blocos caindo na água e ainda ter a oportunidade de caminhar sobre a superfície de um gelo milenar! Em El Calafate podemos vivenciar todas essas experiências proporcionadas pela mãe natureza em todo seu esplendor!

El Calafate, na Patagônia Argentina, fica às margens do Lago Argentino. O nome Calafate vem de uma frutinha escura da região usada para doces, geleias, sorvetes e licor. A cidade é pequena, mas simpática. Por ser a cidade mais próxima do Glaciar Perito Moreno, serve de base para os que vão visitá-lo. A melhor época para ir a El Calafate é entre novembro e março, meses mais quentes e com menos vento, pois o inverno é rigoroso e a partir de maio muitos passeios não podem mais ser realizados.

 

  • El Calafate é conhecida por “A Terra do Vento” – As rajadas de vento lá são tão fortes que chegam a dificultar a direção dos carros nas estradas, o vento é responsável por acidentes e até tombamentos; 
  • Muito cuidado ao abrir a porta do carro, é uma luta constante contra o vento. E se a rajada estiver na sua direção a porta pode te machucar.

 

A grande atração de El Calafate são seus Glaciares – formações de gelo originadas pela compactação da neve que descem das montanhas em direção aos lagos. Os Glaciares se movimentam em média 2 metros por dia, por isso acontecem desprendimentos de blocos de gelo. Os principais passeios são o Safari Náutico, Rios e Hielo, Caminhadas pelas Passarelas e o Mine Trekking ou Big Ice mas a “Cereja do Bolo” sem dúvidas é o Glaciar Perito Moreno.

 

Lago Argentino

Lago Argentino

El Calafate

Isla Solitaria

 

GLACIAR PERITO MORENO – SAFARI NÁUTICO

 

Segue-se 80 km na Ruta 11, estrada que leva até o Parque Nacional Los Glaciares, onde se encontra o Glaciar Perito Moreno – nome em homenagem a um desbravador da Patagônia, perito em geologia – Francisco Pascasio Moreno, conhecido como Perito Moreno. Paga-se a entrada e segue-se já dentro do parque até o Porto Bajo de Las Sombras, onde embarcamos para navegar através do Brazo Rico do Lago Argentino. O barco é simples, mas confortável, na parte superior existe uma área aberta com bancos de ferro, ótimo para tirar fotos, mas o frio castiga. Navega-se até o lado sul do Glaciar Perito Moreno, passando por blocos de gelo soltos no lago até se aproximar da parede gigantesca do Glaciar Perito Moreno. O Safari Náutico pode ser comprado independente ou conjugado com o Mine Trekking ou Big Ice.

 

Entrada do Parque Nacional Los Glaciares

Entrada do Parque Nacional Los Glaciares

IMG_0195

Vista do hotel

 

Depois o barco segue para o lado esquerdo do Glaciar e aporta para iniciar a segunda parte do passeio, o Mine Trekking. Após desembarque os guias dividem os grupos em espanhol e inglês, fazem uma explanação sobre a geleira e partimos para uma caminhada de 20 minutos por um bosque, sempre acompanhados pelo visual do Glaciar à nossa direta, até a base da geleira. Colocam-se os Grampones (garras) amarrados aos sapatos – esse acessório é indispensável para nossa segurança durante a locomoção na geleira, evitando que se escorregue no gelo. Os guias demonstram como se deve caminhar, subir e descer na geleira com os Grampones.

 

IMG_0140

Safari Náutico

Glacial Perito Moreno

Glacial Perito Moreno

 

BIG ICE OU MINE TREKKING – Caminhada sobre o Glaciar Perito Moreno

O encontro mais próximo com os Glaciares é este. Caminhada com Grampones, sobre uma camada de gelo compacta por aproximadamente 1h:30 minutos com paradas para explicações dos guias e fotos. No caminho passamos por elevações, fendas e crateras. Em alguns pontos avistamos grandes blocos pontiagudos que lembram chantilly ou suspiros. Ao final da caminhada os guias retiram um pedaço da geleira, quebram e servem com whisky e alfajor. Neste passeio está incluso a visita as Passarelas de Perito Moreno.

 

  • Mine Trekking (dificuldade: média – 1h:30 minutos de caminhada e restrição de idade – entre 8 anos e 60 anos, exceto gestantes) ou Bic Ice (dificuldade: alta – 3 horas de caminhada – entre 18 anos e 50 anos, exceto gestantes);
  • O Trekking é monopólio da empresa Hielo y Aventura, compre com antecedência seu passeio pois há muito procura;
  • Vá de tênis ou botas para o Trekking (confortáveis) pois os Grampones ficam melhor adaptados, facilitando a caminhada;
  • Leve luva, caso escorregue ela protegerá sua mão de cortes no gelo;
  • Leve lanche, não tem onde comprar comida;
  • Use óculos escuros, a luz do sol é intensificada quando reflete na neve, podendo prejudicar os olhos.

 

Grampones

Grampones

IMG_6457

Mine Trekking ou Big Ice

 

PASSARELAS

As passarelas nos dão uma visão panorâmica da face norte do Glaciar Perito Moreno, na parte alta das passarelas avistamos parte de sua extensão e à medida que descemos a imagem vai tornando-se mais imponente nos diversos mirantes ao longo do caminho. São 4 km de passarelas com vários mirantes, até chegarmos no ponto mais baixo, em frente ao Glaciar Perito Moreno, surpreendente! Na caminhada, ouvimos com frequência estrondos, são placas de gelo que se partem da geleira e caem na água formando espuma e grandes ondas, em seguida os icebergs aparecem de todas as formas e tamanhos boiando no lago.

 

  •  A acessibilidade não foi esquecida, há elevador para cadeirantes e rampas. Na parte superior das passarelas tem uma boa estrutura com restaurante, banheiros, souvenir, etc;
  • O ideal é alugar um carro e seguir independente ao porto e em seguida às passarelas, as agências limitam a permanência nas passarelas e bom mesmo é sentar e observar…

 

Passarela

Passarelas de Perito Moreno

 

RIOS E HIELO

 

Quando fiz o passeio chamava-se “Navegação Todos os Glaciares” e incluía visita ao Glaciar Perito Moreno. Hoje o passeio chama-se “Ríos de Hielo” e visitam apenas os Glaciares Upsala e Spegazzini.

O caminho que seguimos para o embarque deste passeio é o mesmo do Safari Náutico, o que muda é o porto de embarque do Catamarã que se dá no porto Punta Bandeira. No porto paga-se uma taxa de embarque não inclusa no pacote, em seguida todos se posicionam numa fila à espera da liberação de embarque num Catamarã grande e luxuoso com dois andares – sua posição no início da fila lhe assegurará a escolha de um bom lugar no barco. Às 08h:30 minutos o embarque é liberado, o barco segue através do Lago Argentino e passa pela Boca del Diabo (estreitamento do lago). Depois de 1 hora de navegação entre montanhas, começam a aparecem grandes massas de gelo e surge então o Glaciar Upsala, o maior da região. O barco para por alguns minutos e depois seguimos até o Glaciar Spegazzini, o mais alto do parque. Continuamos o passeio até o Glaciar Perito Moreno, que sem dúvidas é o mais bonito e conhecido.

 

  • No catamarã são vendidos lanches e bebidas, mas são caros;
  • Agasalhe-se bem! A temperatura dentro do catamarã é agradável, mas do lado de fora (onde podemos fazer as melhores fotos) faz um frio de rachar;
  • No barco há um fotógrafo, ele poderá tirar suas fotos e entregará num pen drive, com filmagens e informações dos Glaciares também.

 

ergeg

Glaciar Spegazzini

 

IMG_2921

Glaciar Perito Moreno e seus desprendimentos de gelo

 

A cidade oferece outras opções de diversão como: cavalgada, tirolesa, glaciarium (bar de gelo), cuevas del walichu (pinturas rupestres em cavernas feitas por índios tehuelches), entre outros.

É impossível ficar indiferente à tanta beleza natural e ao mesmo tempo à rusticidade da região. Nenhuma foto demonstraria a grandiosidade e a paz de espírito que se sente ao observar uma Geleira. É realmente uma obra maravilhosa da mãe natureza e uma energia sem igual.

 

E aí, o que acharam? No próximo post vocês verão dicas muito úteis de como economizar nas viagens! Até a próxima.

  • Todas as fotos são produzidas pelo Blog Érica Kolbe, exceto quando sinalizado. Todos os direitos reservados.
Publicado por Ana Verena Kolbe Tags: , , , , , , ,
Halloween: Curiosidades ao redor do mundo

Você acha que o Halloween começou nos Estados Unidos? Eu também pensava assim!

O Halloween surgiu na Irlanda há mais de dois mil anos, no dia 31 de outubro, época do final da colheita e início do inverno, tornando os dias mais curtos e as noites mais longas. Nesta data os Druidas (Magos Celtas) comemoravam o último dia do ano, e acreditavam que os vivos se encontravam com o mundo dos mortos – Noite de Samhaim (senhor dos mortos) e que os espíritos dos mortos voltavam para entrar no corpo dos vivos em busca de alimento. No pôr do sol, os celtas ascendiam tochas com medo de serem possuídos por espíritos maus, vestiam máscaras e roupas pretas e deixavam doces e comidas do lado de fora das casas – É por isso que se usa Fantasias no Halloween e se pede doces!

Nos dias de hoje os irlandeses se encontram nas ruas das cidades para celebrar a data com um grande desfile com concursos de fantasias, fogos de artificio, jogos, brincadeiras e as crianças se fantasiam e saem pedindo doces dizendo a famosa frase “tricks nó a chóireáil”– “gostosuras ou travessuras”, as comemorações continuam nos bares e casas noturnas, é um verdadeiro carnaval.

O símbolo mais representativo do Halloween é a abóbora esculpida em forma de rosto e iluminada por dentro. Esse símbolo surgiu de uma lenda irlandesa que conta sobre o ferreiro Jack O’Lantern (Jack da Lanterna) um alcoólatra mal educado, que conseguiu enganar o diabo por duas vezes, escapando da morte. No dia 31 de outubro Jack morreu, e foi proibido de entrar no céu, foi para o inferno mas o diabo não o quis lá, porém com pena, o diabo joga uma brasa para que a alma de Jack não vagasse sem rumo e iluminasse seu caminho. Essa brasa foi colocada dentro de um nabo esculpido para funcionar como lanterna e mais tarde o nabo foi substituído pela abóbora. As pessoas colocavam as abóboras iluminadas nas janelas de suas casas para afastar os maus espíritos e os fantasmas no Feriado de Samhain.

Mas e as bruxas? Por que que existe essa ligação com o Halloween?

Os Druidas ensinavam a arte da agricultura, da cura com ervas, realizavam festas com rituais homenageando divindades, dominavam a arte da adivinhação e da mágica, além de acreditarem na comunicação com os espíritos da natureza e na previsão do futuro – Daí é que vem a ligação com imagens de bruxas!

Mas será que em outros países, assim como nos Estados Unidos, se comemoram da mesma forma o Halloween? Como será que outros povos se comportam com estes festejos? Veja os lugares mais curiosos e seus costumes nessa data:

 

halloween-en-el-zoo-roger-williams-de-providence-eeuu

(Fonte: The Odyssey Online)

 

  • FRANÇA

Na Disneyland Paris a festa de Halloween que anima o parque é a Mickey’s Not-So-Scary Halloween Party (Festa de Halloween não-tão-assustadora do Mickey). As pessoas vão fantasiadas ao parque e participam de um desfile, há também show de luzes e fogos de artifício especiais, além do Villain Parede – parada com presença dos vilões da Disney, como Rainha de Copas, Capitão Gancho e a Rainha Má da Branca de Neve!

Que tal passar uma noite nas Catacumbas de Paris? Uma empresa lançou um concurso de Halloween em que o ganhador recebe hospedagem e refeições gratuitas para duas pessoas nas Catacumbas de Paris. As catacumbas são túneis e galerias que abrigam o ossário municipal, no fim do século XVIII a prefeitura decidiu fechar o cemitério Saints Innocents e os seis milhões de ossos que estavam nesses cemitérios foram transferidos e instalados nestas galerias, são paredes feitas de ossos e crânios de verdade. Deu medo, né? Hahaha

 

 

notsoscary

Boo To You Halloween Parade no Mickey’s Not-So-Scary Halloween Party em Paris (Fonte: Dicas de Férias)

 

  • MÉXICO

O Dia das Bruxas (Día de las Brujas) é comemorado pelas crianças que vestem suas fantasias e saem às ruas pedindo doces, seguido no dia 1 de novembro, o Dia dos Santos Inocentes, onde crianças mortas sem batismo são lembradas. No dia 2, o Dia dos Finados (El Dia de los Muertos), são datas para recordar os parentes com missas em memória dos mortos. Nas duas datas eles acreditam que as almas retornam para visitar seus familiares e que as crianças devem retornar à Terra no final da tarde no dia 31 de outubro.

Não há tristeza durante as comemorações, os túmulos são enfeitados com flores e iluminados com velas e fotografia dos mortos. Nos cemitérios, famílias e amigos levam comidas e bebidas que eles mais gostavam e se reúnem para dançar, comer e beber durante a madrugada, o que seria uma forma de alegrar a chegada dos mortos no dia 1 de novembro. Esta comemoração é conhecida como a Vigília da Festa de Todos os Santos. No dia 1 de novembro as pessoas espalham pétalas de flores e crianças carregam as lanternas pelas ruas como forma de recebê-los e guiá-los para casa. Todos os mexicanos vão ao cemitério receber (buscar) seus mortos e os guiam até em casa, no dia 2 de novembro retornam ao cemitério e se despedem dos seus entes mortos.

 

 

7maravilhas_subterraneas_f_019

Catacumbas de Paris (Fonte: Diez Masuno)

 

  • CHINA

O povo chinês tem seu próprio Halloween chamado de Wànshèngjié, comemorado no sétimo mês do ano lunar da china – em meados de julho. Para eles nessa época as portas do inferno se abrem e os fantasmas famintos saem e vem à terra em busca de alimentos e procura de seus parentes mais próximos. Na celebração conhecida como The Ghost Hungry Festival – A festa dos Fantasmas Famintos eles oram, ascendem incensos, há shows para entreter o defunto, oferecem água e comida e constroem lanternas de papel colorido com velas acesas no meio para guiar os espíritos que atravessam a terra durante a noite.

 

 

133546812_14077213775961n

The Ghost Hungry Festival na China (Fonte: Xinhuanet)

 

  • ALEMANHA

No dia 31 de outubro os alemães comemoram o dia das bruxas, as crianças saem às ruas fantasiadas batendo nas casas e falando: “Süßes oder Saures” – Doces ou Travessuras. Outro costume deles é o de esconder as facas na noite de halloween para não serem machucados por almas que retornam. Apesar de não ser uma festa tradicional, há uma festa no castelo de Frankenstein conhecida como “Burg Frankenstein” com shows, apresentações de teatro com bruxas, vampiros e muitos monstros assustadores.

 

 

Burg-Frankenstein

Castelo de Frankenstein, onde acontece a festa Burg Frankenstein na Alemanha (Fonte: A Written Journey)

 

  • ESCÓCIA

Os antigos escoceses tem por costume comemorar o Halloween com jogos de adivinhação e de habilidades para ganhar prendas, as crianças se fantasiam batendo de porta em porta em busca de doces e travessuras moedas. Edimburgo sempre teve a fama de cidade mais mal assombrada da Europa, (os prédios da parte histórica são cinzas devido a fumaça do carvão usado no aquecimento) muitas execuções aconteceram aqui, além de mortes devido a doenças pela falta de higiene. No dia 31 de outubro em comemoração ao Halloween acontecem vários tours à noite pelas ruas escuras, vielas medievais e pelos túneis subterrâneos, são os Ghost Tours.

 

 

DSC_2046

Phi Ta Khon na Tailândia (Fonte: Green Wood Travel)

 

  • TAILÂNDIA

A festa é comemorada com um festival chamado Phi Ta Khon, é uma procissão com canções e desfiles de máscaras acompanhando a imagem sagrada de Buda. Segundo a lenda, fantasmas e espíritos andam misturados entre os homens enquanto os monges recitam histórias da última reencarnação de Buda. Essa procissão é realizada no primeiro dia de celebração budista conhecido como “Boon para Wate” que pode acontecer em maio, junho ou julho.

 

E aí, qual comemoração vocês acharam mais curiosa e assustadora? Semana que vem tem viagem ao El Calafate, fiquem ligados!

Publicado por Érica Kolbe Tags: , , ,
Página 1 de 212